5 Métricas do Facebook Ads que você deve sempre analisar

Compartilhe esse artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Por quais métricas do Facebook Ads você costuma se guiar para analisar o desempenho dos seus anúncios?

Muitos profissionais ainda focam em número de curtidas e compartilhamentos.

Esses dados, porém, são  muito superficiais para mensurar o sucesso de uma campanha.

Por isso, no texto de hoje, vamos apontar 5 métricas do Facebook Ads que você deve sempre analisar, preferencialmente em conjunto, para avaliar corretamente o desempenho das suas campanhas de anúncios.

1 – Frequência

A frequência se refere à quantidade de vezes em que um anúncio foi exibido para o mesmo usuário.

Se por um lado uma frequência muito baixa é ruim, já que os usuários geralmente precisam ver mais de uma vez o mesmo anúncio para uma decisão de compra, por outro lado, uma frequência muito alta pode ser ainda pior.

Dependendo do seu objetivo, exibir o mesmo anúncio para as mesmas pessoas várias vezes pode desqualificar a campanha.

Se um anúncio tem uma frequência muito elevada, isso significa que você está exibindo o mesmo anúncio muitas vezes para um usuário, certo?

Então, o problema disso é que essa repetição pode irritar o usuário ou levá-lo a ignorar o seu anúncio!

E se você continuar exibindo excessivamente um anúncio para este usuário, sua marca pode acabar ganhando um ‘hater’.

 

“Uma pesquisa da AdEspresso descobriu que assim que a frequência dos anúncios aumenta, muitos usuários ficam nervosos e deixam comentários no post, alguns até ‘insultando o anunciante.’ “ (Neil Patel)

 

Outro ponto importante é que uma frequência muito alta pode prejudicar também a sua pontuação de relevância (ou Relevance Score).

Isso pode acontecer se os usuários incomodados com seu anúncio começarem a reportar feedback negativo para o Facebook (marcando seu anúncio como ‘Não é relevante’”).

Portanto, sempre cheque a frequência dos seus anúncios. Especialmente para verbas mais altas, será bastante importante você analisar esta métrica de perto.

2 – Custo por Clique (CPC)

Se você deseja que o Facebook só cobre quando uma pessoa clicar na publicação, o CPC é a melhor opção.

O custo por clique (CPC) define o valor a ser pago para o Facebook a cada clique no seu anúncio.

Para calcular o CPC, basta utilizar a seguinte fórmula:

CPC = Custo total/ Número de cliques

O custo por clique indica o custo por cada clique que um usuário faz em seus anúncios. Já o CPM efetua a cobrança a cada mil visualizações do anúncio, independentemente de cliques ou interações.

Mas o Facebook pode também realizar a cobrança por engajamento ou por aquisição, de acordo com o tipo de campanha que você escolheu.

3 – Taxa de Cliques (CTR)

Assim como o CPC, o CTR serve como um indicador geral da atratividade das suas campanhas.

Na prática, o CTR indica o percentual de pessoas que clicaram em seu site após verem o seu anúncio.

Se você quer saber o quanto os seus anúncios estão sendo eficazes, a taxa de cliques jamais pode ser ignorada.

O CTR (click-through rate, ou taxa de cliques) é a métrica que indica quantas pessoas que viram um anúncio no Facebook clicaram no link divulgado.

Essa métrica representa o número de cliques únicos que uma campanha recebeu dividida pela quantidade de impressões.

Se você perceber que o CPC está alto, é bom checar o CTR.

Já um CTR baixo, indica que ou o criativo do seu anúncio não é atraente para o seu público-alvo.

4 – Custo por Ação (CPA)

Uma ação é qualquer coisa que você deseja que o usuário faça a partir do seu anúncio. Esta ação pode ser um clique em um site, em um vídeo, realizar um compartilhamento, etc.

O Custo por Ação (CPA), então, refere-se ao valor pago por cada ação executada por um usuário.

A quantidade de ações por si só pode não te dizer muito, já que não necessariamente o anúncio que gera mais ações é o mais eficiente.

Contudo, o Custo por Ação vai te dar uma visão mais precisa sobre seus anúncios. Se você conseguir baixar o seu CPA, vai aumentar as conversões e o retorno sobre o mesmo investimento.

Além disso, quanto mais você investir na qualidade dos anúncios, mais cliques e interações eles terão, o que diminuirá consideravelmente o seu custo por ação.

Para ter uma visão mais contextualizada, recomendamos que você mensure o CPA junto com o seu investimento em publicidade, frequência e outras métricas do Facebook 😉

Por exemplo, se você tiver um CPA de 1 real, isso indica somente o quanto você está pagando por aquela ação. Mas se você analisar junto com o seu investimento e frequência, conseguirá ver com mais clareza qual é o seu melhor anúncio.

Se você conseguir baixar o seu custo por ação, vai aumentar as conversões e o ROI (retorno sobre o investimento).

Portanto, o ideal é que você mensure o CPA junto com a frequência, a verba investida no anúncio e outras métricas do Facebook Ads.

5 – ROAS (Retorno do investimento em publicidade)

Já que você está pagando para exibir uma marca aos clientes, é preciso saber quanto você ganha como retorno, para planejar sua próxima estratégia de anúncios.

Entretanto, o retorno, considerado isoladamente, não é uma métrica confiável para mensurar o sucesso de uma campanha de anúncios.

Mas sabendo quais são as suas campanhas de anúncios que dão mais resultados, você pode transferir o seu orçamento para outras campanhas.

Se você configurou um pixel de conversão do Facebook, poderá ver mais claramente o seu retorno de investimento nos gastos da sua campanha.

Ainda não configurou um pixel e precisa de ajuda?

Então, recomendamos que você dê uma olhada neste artigo, também do nosso blog 😉 

Considerações Finais

Quando você tem objetivos claros e procura traduzi-los em seus anúncios, a tarefa de atrair mais pessoas para suas publicações torna-se mais simples!

A partir de métricas bem definidas, com certeza você terá uma percepção mais assertiva acerca do desempenho dos seus anúncios 🙂

O mais recomendado, para isso, é acompanhar todas as métricas oferecidas pelo Facebook Insights e, através da análise conjunta das métricas mais importantes, criar anúncios cada vez mais eficazes. 

Depois, é só reunir os resultados para apresentar para seus clientes 🙂

Neste outro texto, mostramos o passo a passo para a personalização dos relatórios no Gerenciador de Anúncios do Facebook. Mas você também pode optar por automatizar o processo, adotando uma ferramenta de relatórios: experimente o DashGoo GRÁTIS por 14 dias.

E se você tem interesse em saber mais sobre métricas, acompanhe o DashGoo no Facebook e no Instagram: postamos regularmente conteúdos a respeito das principais métricas com dicas de como analisá-las 😉 

Mais para explorar