O que é e Como Aplicar o Data-Driven Business

Você que é CEO ou o gestor de uma empresa, sabe o que é e como aplicar o data-driven business?

Se você nunca ouviu falar e não utiliza essa metodologia para ajudar no gerenciamento de sua empresa, preciso te dizer que você está perdendo tempo.

O data-driven business não é nada menos que uma bela ferramenta criada para ajudar na coleta de dados e informações corporativas.

Sua finalidade é ajudar gestores a serem mais assertivos – sobretudo na hora de escolher e implementar estratégias para fazer o seu negócio funcionar.

De modo que, assim, se obtenha maiores resultados –  e, também, para desta forma aprender a mensurar como tais resultados vêm sendo alcançados.

Vamos a um exemplo prático: suponha que você tenha uma assistência técnica para smartphones. Certamente, você precisará saber qual é o público alvo que deverá alcançar para conseguir seus primeiros clientes.

É para isso que serve a ferramenta, ela vai te ajudar a mapear seu negócio desde o início. Portanto, neste artigo detalharemos como funciona o data-driven.

Acompanhe!

O Que é o Data-Driven Business na Prática

Ao iniciar um novo empreendimento, muitas dúvidas costumam surgir na cabeça do gestor.

Obviamente, para tocar seu negócio, ele precisará saber:

  • Quais são os meus principais concorrentes?
  • Qual é o diferencial que posso oferecer aos meus clientes e assim me destacar?
  • O que eu estou fazendo está me trazendo o resultado esperado? Se não está, o que precisa ser mudado?
  • Como o mercado está recebendo meu produto? Qual é o nível de satisfação dos meus clientes?

O data-driven chegou para ajudar a responder a estas e várias outras perguntas cujas respostas são essenciais para o negócio decolar.

Por conseguinte, pode-se dizer que a ferramenta facilita e muito o dia a dia de um gestor e toda sua equipe, garantindo maior assertividade nos processos da empresa.

Uma vez que todas as informações podem ser adquiridas, armazenadas e controladas em um só local, por consequência, a empresa sai na frente nos quesitos agilidade e economia.

Em virtude disso, o data-driven está sendo cada vez mais utilizado no marketing digital, que necessita constantemente de todas essas informações para funcionar.

Benefícios do Data-Driven 

Já podemos perceber que os benefícios da utilização do data-driven dentro da organização são quase que incontáveis. Além do que já foi citado, apresentamos também:

Autonomia

No geral, as empresas contam com uma equipe de coordenadores e gestores responsáveis por toda a parte interna que faz o negócio rodar de fato. Através da ferramenta, todos os integrantes dessas equipes podem acessar as informações necessárias ao alcance de um clique e remotamente. O que por sua vez traz agilidade e independência aos funcionários.

Maior Alcance de Resultados

O data-driven acaba com a possibilidade de “mirar no escuro” com frequência. E justamente por isso diminui os erros, alavancando os resultados.

Isso porque a gestão da empresa automatizada torna-se mais eficaz pelo controle do que está funcionando ou não dentro das estratégias escolhidas em um primeiro momento.

Aumento de acertos = melhores resultados.

Como Implementar o Data-driven em uma Empresa

Antes de mais nada, é preciso ter em mente quando se decide levar o data-driven para dentro de uma empresa que os dois pilares mais importantes são: capacitação e a disseminação desse conhecimento.

Isso significa que é necessário que todos tenham conhecimento primeiramente da importância da ferramenta e, depois, de como essa ferramenta vai funcionar no dia a dia da empresa.

Nesse sentido, ao se decidir, busque garantir que a ferramenta será bem aproveitada.

Você pode fazer isso buscando todas as informações possíveis sobre ela. Saber quais são suas funcionalidades e como operá-la é essencial.

Ademais, certifique-se de que os dados da sua empresa são confiáveis e atualizados.

Após isso, uma consultoria poderá ser contratada para aplicar a ferramenta.

Recomenda-se bastante pesquisa até chegar a escolha correta.

E claro, todos os envolvidos com o data-driven devem estar “por dentro” do processo de aplicação para utilização da ferramenta.

Viu só quantos benefícios o data-driven pode trazer para você e sua empresa?

Então não perca tempo e compartilhe com seus amigos para que mais pessoas acompanhem a evolução da análise de dados 😉

 

Compartilhe:
Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *