Publicidade Nativa: O que é e Como Usar

Você sabe o que é publicidade nativa?

Pense em quantas vezes você precisou esperar o término de um anúncio no YouTube, para assistir um vídeo que te interessava muito.

Ou responda qual foi a última vez que você desistiu de ver um vídeo no Facebook até o final, por conta da interrupção no conteúdo para te mostrar um anúncio.

Esses são apenas alguns exemplos de como anunciar no momento e no local errados e do que a publicidade nativa não é.

O fato é que as pessoas têm rejeitado muito anúncios, em especial, aqueles que ignoram o contexto do usuário.

Nossos hábitos e comportamentos mudaram e, com isso, os consumidores não são mais alvos passivos a serem bombardeados com propagandas.

Neste texto, você conhecerá a publicidade nativa e entenderá como ela pode ajudar a divulgar uma marca sem interferir na experiência do consumidor com o negócio que você ou sua agência querem promover.

O que é Publicidade Nativa?

De acordo com esta pesquisa, os anúncios no YouTube e Facebook, que citamos acima, já são considerados os mais irritantes. Neste cenário, surge como alternativa interessante a Publicidade Nativa.

Native advertising, ou Native Ads (em português, “anúncios nativos” ou “publicidade nativa”), é uma nova maneira de anunciar na internet sem interferir na experiência do usuário em suas redes sociais.

A publicidade nativa consiste basicamente na técnica de publicidade on line em que o anunciante tenta ganhar a atenção dos consumidores, fornecendo um conteúdo valioso no contexto da experiência do usuário.

 

“O termo é a tradução do inglês Native Advertising (ou Native Ads), que dá nome à publicação de conteúdo em um determinado canal, contextualizado na experiência do usuário, ou seja, sem interferência”. Rock Content

É, em suma, aquele tipo de conteúdo que integra a mensagem publicitária àquilo com que as pessoas já estão lendo ou assistindo. A ideia principal por trás deste tipo de anúncio que o usuário praticamente não nota diferença entre os anúncios e o conteúdo orgânico, os anúncios ficam praticamente camuflados’.

Os anúncios de publicidade nativa aparecem, por exemplo, sob a forma de matérias recomendadas dentro de sites de notícias. Por não serem invasivas (como pop-ups, banners), eles tendem a ter melhor receptividade.

“Ao contrário da maioria das táticas de marketing enfiadas goela abaixo dos consumidores, uma boa mídia social nativa tenta melhorar a interação do consumidor com a plataforma e não distraí-lo” (Gary Vee)

Como Usar a Publicidade Nativa:

Para que uma marca se torne influente, é preciso escolher os canais certos, conhecer a fundo seu público, a plataforma, agir como o usuário e utilizar o diferencial do conteúdo nativo.

Segundo Gary Vaynerchuk, no livro “Nocaute: Como Contar Sua História no Disputado Ringue das Redes Sociais” , uma marca capaz de dominar o conteúdo nativo torna-se humana nas mídias sociais.

 

“Um conteúdo nativo é o que se funde à perfeição com as ofertas da plataforma e conta histórias que engajam o consumidor em um nível emocional”.

Livro Gary Vee

Página de ‘Nocaute: Como Contar Sua História no Disputado Ringue das Redes Sociais”. Imagem: Medium.

O conteúdo nativo ajuda a levar as pessoas a ouvir a história da marca e as que ela tem pra contar nas mídias sociais, entretanto, para isso, é preciso:

1) usar o idioma nativo da plataforma;
2) prestar atenção ao contexto e ao que engaja o seu público;
3) criar um conteúdo de qualidade*

(*Baseado no livro “Nocaute: Como Contar Sua História no Disputado Ringue das Redes Sociais” . Gary Vaynerchuk São Paulo, HSM do Brasil, 2016).

A principal vantagem desse tipo de publicidade é sua alta taxa de aceitação pelo público. Mas existem outras vantagens, vamos detalhá-las, abaixo.

Principais Vantagens da Publicidade Nativa

A grande vantagem desse tipo de anúncio é transformar sua publicidade em conteúdo. Veja detalhes:

Alta taxa de aceitação

Quando as pessoas não sentem que estão sendo forçadas a consumir algum tipo de propaganda, elas aceitam melhor o que você tem a oferecer.

Como naquelas publicações, e-mails, textos ou fotos que parecem publicados por uma pessoa e não por uma marca, nas quais você consegue envolver melhor seus consumidores em potencial. É como se você estivesse no lugar certo e com a informação certa para as pessoas que estão em uma determinada página.

Parecem ser um conteúdo próprio do site

Outros tipos de anúncio destacam-se muito por serem completamente diferentes do que é exibido em uma página.

Como os native ads são feitos especificamente para cada local em que serão colocados, eles se encaixam perfeitamente com o resto do conteúdo da página. É como se eles fossem um conteúdo próprio do site, os native ads estão inseridos no fluxo editorial.

Ajudam a melhorar a experiência do usuário

Uma diferença fundamental entre native ads e outros anúncios é que os anúncios nativos não são tão intrusivos quanto os demais tipos de publicidade. Eles aparecem de maneira fluida na página em que são colocados, e é por isso que não atrapalham a experiência dos usuários.

A publicidade nativa melhora a experiência do usuário porque aparece como parte integral do seu conteúdo, sem se destacar e diferenciar do restante da página.

São facilmente reconhecíveis

Não é porque os native ads têm a mesma aparência do restante do conteúdo que significa que eles tentam ‘enganar’ os usuários para clicarem em um determinado assunto.

Todas as vezes que você se deparar com esse tipo de publicidade, aparecerá a indicação de “Patrocinado”, “Link patrocinado por Taboola ou Outbrain”, “Artigos Relacionados”, etc., para que você saiba que está diante de um anúncio.

Divulgação para quem ainda não conhece a marca

Com os native ads é mais fácil atingir alguém que realmente procura pelo seu serviço ou produto, mesmo que ele não conheça sua marca.

Esse tipo de publicidade utiliza um algoritmo que consegue segmentar suas campanhas para pessoas que tenham interesse no que você oferece.

Com isso, você consegue ampliar sua atuação e divulgar mais seu conteúdo em páginas, portais e para pessoas que você não imaginava e não tinha acesso.

Principais plataformas de Native Ads

Atualmente, as plataformas de Native Ads mais conhecidas e usadas no Brasil são Taboola e Outbrain:

Taboola

Plataforma de Native Ads mais usada no Brasil e no mundo. Possui sites como MSN, Estadão e Terra no seu portfólio de sites, um dos maiores do país.

Outbrain

A Outbrain se destaca por incluir os sites das principais revistas da editora Abril no seu portfólio, como Veja e Exame.

Neste artigo, você também poderá conhecer outras plataformas, como UOL Ads, AdNow, e Revcontent

Quais são os tipos de Native Ads?

A principal organização responsável pelo desenvolvimento de padrões do setor de anúncios e pela realização de pesquisas de negócios, O Interactive Advertising Bureau (IAB), publicou em 2013 um relatório com seis categorias diferentes para categorizar anúncios nativos.

Veja aqui uma versão resumida de cada um deles.

In feed

Os anúncios no feed acabam por se localizadas no próprio feed de conteúdo normal do site.

Isso significa que eles aparecem como se o conteúdo tivesse sido escrito por/ou em parceria com a equipe do editor para corresponder às histórias ao redor.

Muitas vezes, é fácil passar despercebido como o post de alguma página que você segue.

O conteúdo é marcado como patrocinado e aparece no site em um formato semelhante a todos os outros conteúdos da publicação.

Esta categoria é um dos formulários de anúncios nativos mais populares devido à sua eficácia.

Promoted Listing

Geralmente apresentados em sites que não são baseados em conteúdo, como sites de comércio eletrônico, os anúncios promovidos são apresentados de maneira idêntica aos produtos ou serviços oferecidos no site em questão.

Eles não têm conteúdo editorial, mas são projetados para se adequarem perfeitamente à experiência de navegação.

Paid Search Ads

Conhecidos como links patrocinados, anúncios de pesquisa paga são como anúncios promovidos, com a diferença de que que as listagens aparecem na parte superior dos resultados de pesquisa do usuário.

Anúncios Pagos

Esses anúncios geralmente possuem uma aparência idêntica a outros resultados na página, com exceção dos aspectos de divulgação.

É comum ver isso no Google ou Bing, por exemplo. Geralmente encontrados acima ou abaixo dos resultados da pesquisa orgânica, são vendidos a anunciantes com uma garantia de posicionamento ideal na página do mecanismo de pesquisa.

Esses blocos de anúncios também são usados para promover negócios, dependendo da localização do usuário ao fazer a pesquisa e de suas preferências para determinadas empresas.

Recomendation Widgets

Geralmente fornecidos por meio de um widget, os anúncios de recomendação geralmente são reconhecíveis por palavras que implicam referência externa, sugestões e tópicos tangencialmente relacionados.

“Você pode gostar também”; “Em outros lugares da web”; “De toda a web”; “Você pode ter perdido” ou “Recomendado para você” normalmente caracterizam essas unidades.

Essas recomendações patrocinadas são links pagos de descoberta de conteúdo distribuídos por redes de amplificação de conteúdo.

Essas redes amplificam o conteúdo da sua marca ao recomendá-lo em sites com um público semelhante.

In-Ad

Esse tipo de publicidade nativa parece um anúncio padrão, mas tem uma ligação forte e extremamente contextualizada com o editor.

Por exemplo, uma marca de placas de vídeo fazendo sua propaganda em um e-commerce de produtos eletrônicos, ou uma marca de doce de leite fazer propaganda de sua marca em um site de receitas de sobremesa com uma receita própria.

Custom

Formatos customizados.Esses anúncios aparecem de várias maneiras diferentes, no entanto, existe uma espécie de padrão.

Eles sempre têm como característica predominante o mesmo estilo do local onde está sendo apresentado e providenciando uma experiência não intrusiva para o usuário.

Conclusão

A publicidade é fundamental para divulgar qualquer marca, produto ou serviço, e ela deve ser feita sempre. Mas se a navegação torna-se demasiadamente cansativa devido à insistente presença de anúncios que nada ou pouco dizem aos usuários.

Com o Native Ads, a publicidade atende, de alguma maneira, algum interesse desse público, que passa a receber anúncios mais de acordo com o seu perfil.

A intenção deste post foi apresentar uma outra maneira de anunciar pensando mais no seu consumidor.

Através dos Native Ads, você consegue criar um diálogo com as pessoas e mostrá-las porque determinado produto ou serviço é o ideal para elas naquele momento e no lugar em que elas estão.

Aproveite a audiência das redes sociais, blogs e sites para oferecer conteúdo assertivo e fazer uma propaganda não intrusiva.

Avalie a melhor maneira de integrar conteúdo e produto de forma natural em mídias digitais e veja os resultados. A publicidade nativa pode ser o que faltava para otimizar significativamente a sua conversão!

O fato de você não interromper as pessoas com peças publicitárias a todo momento mostrará como você se importa com a experiência delas na internet 😉

E você, já está utilizando a estratégia de publicidade nativa na sua agência?

Conta pra gente aqui nos comentários.

 

Compartilhe:
Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *