5 métricas de marketing digital para você ficar de olho

Compartilhe esse artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Analisar métricas de marketing digital, possivelmente, já faça parte do seu dia a dia como profissional.

Mas saiba que, de acordo com a Social Media Trends, 25% das empresas brasileiras ainda não analisam nenhuma métrica em suas estratégias.

E é aí que sua agência pode entrar com um valioso diferencial competitivo.

Certamente, existem estratégias para determinar as métricas essenciais para cada cliente.

Mas para bem aplicarmos esses métodos, é imprescindível que saibamos as métricas de marketing digital mais essenciais, em geral: e é isto que veremos no artigo de hoje.

1 – Origens de Tráfego

Apenas o número de visitas totais não podem dar uma indicação precisa sobre quais canais estão superando os demais nos resultados.

Você sabe como as pessoas estão chegando ao site do seus cliente?

Será que estão chegando por busca direta no Google, links patrocinados ou então através das redes sociais?

Estas são questões importantes. Portanto, saiba que, se ainda não estão, as fontes de tráfego deveriam estar sendo checadas aí na sua agência.

Isso porque é essa métrica que nos diz quais campanhas estão apresentando os melhores resultados. Aponta, ainda, em quais mídias você deve concentrar seus esforços.

Desta forma, é de suma importância que seja checado quantos visitantes vieram de tráfego direto, tráfego pago, busca orgânica, mídias sociais, e-mail marketing, de links em outros sites, de fontes offline e de outras campanhas.

Através das fontes de tráfego, você conhecerá os principais canais de marketing de cada conta, saberá com quais campanhas está tendo melhores resultados.

Assim, você saberá em quais canais do cliente vale a pena sua agência investir mais.

No Google Analytics, esses dados, podem ser encontrados na seção “Aquisição”.

2 – Taxa de Rejeição

Taxa de Rejeição (ou Bounce Rate, em inglês) é uma métrica super importante para alguns tipos de sites.

Além disso, essa métrica também é mega importante para mídias sociais, já que ela mostra quantas pessoas estão rejeitando as suas postagens.

A Taxa de Rejeição (Bounce Rate) mede o número de pessoas que rejeitaram seus conteúdos. Por exemplo, quantas bloquearam os seus posts, deram dislike ou denunciam seus conteúdos como SPAM.

Já em blogs, por exemplo, é bastante recorrente que usuários acessem uma matéria (a partir de um resultado do Google, por exemplo), e saiam dele em seguida.

Por conseguinte, uma alta taxa de rejeição em um site indica que seus visitantes não estão buscando mais conteúdos neste site, não estão clicando nos botões de chamada para ação (call to action) e não estão sendo convertidos em leads.

Em muitos casos, uma alta taxa de rejeição pode indicar que a experiência do usuário é ruim. Entretanto, uma taxa de rejeição aceitável vai variar de acordo com o segmento do site.

Por exemplo, por incrível que pareça, o Google considera uma taxa de até 98% boa para certos segmentos.
Confira a lista já mencionada pelo Google:

40-60% – Sites de conteúdo
30-50% – Sites de geração de leads
70-98% – Blogs
20-40% – Sites de varejo
10-30% – Sites de Serviços
70-90% – Landing Pages Institucionais.

Ainda assim, é possível e altamente recomendado que você procure reduzir a taxa de rejeição dos sites dos seus clientes, independentemente dos segmentos deles.

Confira neste link dicas para reduzir a taxa de rejeição em sites.

3 – Análise de Buscas

As palavras-chave que você tinha planejado estão levado as pessoas até o site?

Caso não, é um alerta de que é preciso ajustar o SEO.

Quais palavras estariam levando tráfego, então? É extremamente importante ter esta clareza.

Não menos importante que isso, é saber o que tem sido pesquisado nos buscadores sobre o tema que você domina.

Esse entendimento traz a vantagem de, por exemplo, encontrar algum assunto tenha sido muito pesquisado, mas para o qual ninguém tenha criado um conteúdo de qualidade ainda.

É impostante estar atento a isso para criar conteúdos mais exclusivos e interessantes, na frente da concorrência, aumentando assim a autoridade do site.

4 – Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O Custo de Aquisição de Clientes (CAC) é uma das principais métricas do marketing digital, pois envolve a saúde financeira da sua empresa.

Desconhecer o CAC é um erro grave cometido por muitas empresas, que acabam não tendo sucesso em ações de marketing digital.

O cálculo do CAC das estratégias de marketing digital, de maneira resumida, apresenta o valor que a aquisição de cada cliente custou para a empresa.

Logo, quanto menor for o CAC, melhor para a organização.

O cálculo dessa métrica envolve três fatores: o valor do investimento em marketing, o valor do investimento em vendas e o número de novos clientes conquistados.

A ideia é que o CAC seja verificado em períodos de tempo determinados, como mensalmente ou semestralmente.

A fórmula do CAC é bastante simples e deve ser expressa da seguinte forma: CAC = (investimento em marketing + investimento em vendas) / número de novos clientes conquistados.

O resultado do CAC também é bastante relevante para que você faça o cruzamento com outras métricas secundárias, como é o caso do Ticket Médio e do Lifetime Value.

Além disso, também é possível comparar o CAC com o ROI, que será explicado a seguir.

5  – Retorno Sobre o Investimento (ROI)

O retorno sobre o investimento, conhecido pela sigla em inglês ROI, que significa Return On Investment, é uma das principais métricas adotadas pelas empresas em áreas diversas, o que inclui o marketing digital.

A relevância do ROI se dá pelo fato de esse indicador permite saber o retorno de um investimento realizado, ou seja, se ganhou ou perdeu dinheiro ao investir em ações de marketing digital.

A partir do ROI, a empresa poderá analisar os resultados que obteve e avaliar se vale a pena investir ou não em determinados canais.

Para fazer o cálculo, basta aplicar a seguinte fórmula:

ROI = (receita – custo) / custo.

Se as suas estratégias de marketing alcançarem um ROI positivo, significa que as ações adotadas estão sendo bem sucedidas, os custos sendo otimizados e os leads se tornando compradores. Porém, se isso não ocorrer, algum erro está sendo cometido no percurso.

Com base nesse indicador, portanto, você poderá analisar as suas estratégias e identificar os seus erros cometidos nas atividades de marketing digital.

Essas são algumas das principais métricas de marketing digital nas quais você precisa ficar de olho, porém, não são as únicas que precisam ser avaliadas.

Existem diversas métricas secundárias, as quais devem ser levadas em conta.

Mas as citadas são as mais indicadas para que você possa ajudar o empreendedor a fazer uma análise global das operações realizadas.

Você as acompanha com que frequência?

Tem feito diferença no resultado dos seus clientes? Conte para gente nos comentários!

Mais para explorar